Notícias

Guardiões da Galáxia: Chris Pratt e Zoe Saldana falam sobre demissão de James Gunn

Compartilhe! 23 de Julho de 2018

Depois de Dave Bautista condenar a demissão de James Gunn pela Disney no meio do processo de produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3, os dois outros protagonistas da space opera da Marvel também se pronunciaram. Chris Pratt e Zoe Saldana se manifestaram de forma menos enfática que o intérprete de Drax — e pediram mais tempo para refletir sobre o assunto.

A Disney, dona da Marvel Studios, cortou laços com o cineasta responsável por Guardiões da Galáxia (2014) e Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017) enquanto o diretor se preparava para dirigir Guardiões da Galáxia Vol. 3 e já tinha até terminado de escrever o roteiro do longa-metragem. O que motivou o estúdio a tomar a decisão foi ressurgimento de tuítes antigos de Gunn com piadas ofensivas sobre temas como pedofilia e estupro. Gunn afirmou que "entende e aceita" a medida.

Depois de não tocar no assunto durante a Comic-Con de San Diego, onde esteve presente para promover a animação Uma Aventura LEGO 2, Chris Pratt usou um versículo bíblico para expressar o motivo de não ter abordado o tema de forma mais explícita. "Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se. Tiago 1:19", citou o intérprete do Senhor das Estrelas.

 

 

 

Saldana manteve a mesma postura de seu colega de elenco e pediu tempo para refletir. "O final de semana tem sido desafiador e eu não vou mentir. Eu vou tirar uma pausa para levar tudo em consideração antes de falar. Eu só quero que todo mundo saiba que eu amo TODOS os membros da família Guardiões da Galáxia. Sempre amarei", disse a atriz que vive a Gamora no Universo Cinematográfico Marvel.

 

 

 

Pom Klementieff, a Mantis, encontrou uma maneira ainda mais delicada para se pronunciar e divulgou um vídeo no qual ela escreve à mão em um papel a seguinte mensagem: "Nós somos groot. Nós somos uma família. Nós estamos juntos".

 

 

 

Michael Rooker, o Yondu, excluiu ou suspendeu sua conta no Twitter para não lidar com a controvérsia no microblog. "Esta conta ficará inativa hoje", escreveu o ator. "Nós estamos muito cansados e muito irritados com essa MERD*... Nem eu nem meus representantes irão usar o Twitter novamente. O Twitter é um lixo e eu não quero ter nada a ver com isso. Obrigado a todos que me deram palavras gentis e apoio. Vejo vocês no Instagram."

A repercussão da demissão de Gunn pela Disney tem sido intensa. O senador republicado Ted Cruz, ex-pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, pediu que o cineasta fosse investigado por seus tuítes. "Abuso infantil não é piada. Quando fui procurador no Texas, lidei com casos demais de abusos infantis. É verdadeiramente maléfico. Estou feliz que a Disney o tenha demitido, mas se estes tuítes são verdadeiros, ele precisa ser preso", afirmou o político. Os fãs, em contrapartida, criaram uma petição para que o diretor seja realocado no comando de Guardiões da Galáxia Vol. 3. O abaixo assinado virtual conta com o apoio da atriz Selma Blair, uma das vozes contra o assédio do movimento #MeToo. Até o fechamento desta notícia, o abaixo-assinado contava com mais de 200 mil apoiadores.

Marvel Studios

 

 

 

POSSÍVEIS PRÓXIMOS LANÇAMENTOS
CLIQUE AQUI E CONFIRA TODOS OS LANÇAMENTOS
© 2015 Cine Roxy Passos - Todos os Direitos Reservados.