Notícias

Uma Thurman para Harvey Weinstein: "Você não merece nem um tiro, fique ligado"

Compartilhe! 24 de Novembro de 2017
 
Depois de afirmar que precisava de um tempo para processar a raiva antes de um pronunciamento oficial sobre as mais de 40 denúncias de assédio e estupro contra Harvey Weinstein, Uma Thurman finalmente quebrou o silêncio. Na última quinta-feira (23), quando se comemorou o tradicional Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, a atriz desejou um bom feriado para todos — exceto para o infame produtor e todos os "os seus perversos conspiradores".
 
"Feliz Dia de Ação de Graças. Eu estou grata hoje por estar viva, grata pelas pessoas que amo e por todas as pessoas que tiveram a coragem de defender as outras. Recentemente eu disse que estava com raiva e eu tenho alguns motivos", disse a atriz de Kill Bill - Volume 1 e 2 e Pulp Fiction - Tempo de Violência, os maiores trabalhos de sua carreira nos cinemas. Os três filmes foram dirigidos por Quentin Tarantino, cineasta cujos êxitos na carreira se confundem com os êxitos da Miramax e The Weinstein Company, companhia fundada por Harvey e seu irmão, Bob Weinstein. Recentemente, Tarantino assumiu que sabia das condutas repreensíveis do magnata de Hollywood. "Eu sabia o suficiente para fazer mais do que fiz", disse o cineasta.
 
Em sua publicação no Instagram, Thurman usou a hashtag #metoo, utilizada nas redes sociais quando mulheres decidem expor casos de abusos que sofreram. "Eu também [sofri assédio], caso você não consiga notar isso no meu rosto", revelou. Sobre a derrocada de Weinstein, que foi expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, do maior sindicato de produtores de Hollywood, da companhia que fundou e está sendo investigado pelas polícias de Los Angeles, Nova York e Londres, a atriz afirmou: "Eu fico feliz que isso esteja acontecendo devagar — você não merece nem um tiro. Fique ligado."
 
A atriz ilustrou sua publicação com uma foto dela mesma no papel de Beatrix Kiddo (também chamada de A Noiva) na tomada em preto e branco que aparece nos créditos finais de Kill Bill - Volume 2. A escolha da imagem é contundente, visto que a cena se dá depois que a heroína se vinga de Bill, personagem de David Carradine responsável pela violência sofrida pela protagonista.
 

Entre os filmes ainda inéditos de Thurman estão o thriller fantástico Down a Dark Hall; o drama de ação Girl Soldier; a comédia The Brits Are Coming; a comédia para a família Uma Cilada para Meu Avô, com Robert De Niro; e o drama com terror e suspense The House That Jack Built, de Lars von Trier, cineasta acusado de assédio pela cantora Björk.

POSSÍVEIS PRÓXIMOS LANÇAMENTOS
CLIQUE AQUI E CONFIRA TODOS OS LANÇAMENTOS
© 2015 Cine Roxy Passos - Todos os Direitos Reservados.